quarta-feira, agosto 02, 2006

Reflectindo ...


Desde sempre a humanidade tem sido confrontada com o flagelo das guerras.
Contudo quando elas atingem vidas inocentes, sobretudo crianças e idosos, é motivo para pensar e reflectir, assim como o fez Vitor Mendes que publicou um texto, do qual extrai algumas "verdades":
“…Não há guerras sem violência nem injustiças de toda a ordem, em especial sobre os inocentes e desprotegidos, crianças ou velhos.
Essa ideia mediática das “guerras cirúrgicas” serve apenas às grandes potências fabricantes de armamento e seus intermediários para vender novas tecnologias bélicas inspiradoras de “war games” para meninos brincarem… E para convencer a opinião pública de que só os “maus” sofrerão os seus efeitos letais.
A guerra é em si mesma uma injustiça e um absurdo intolerável. Quem isto diz sabe por experiência própria noutras guerras o que é ver corpos de jovens dilacerados por granadas de RPG (Rocket Proppeled Granade) ou de balas de Kalashnikov ou de G-3…
Há quem fale em “guerras justas” e, sem dúvida, elas só o serão nas perspectivas dos respectivos contendores, juízes em causa própria, porque todos invocam unilateralmente as suas “razões”… Vem sempre à baila a lógica de quem disparou o primeiro tiro, para depois se justificar a reacção …”

In Portal Evangélico, 2006/07/24

3 Comments:

At 1:32 da tarde, Anonymous joana santos said...

As guerras são sempre injustas! Não há desculpa possível para a morte de inocentes, sobretudo crianças e idosos!

 
At 3:44 da tarde, Anonymous kim mateus said...

As guerras, infelizmente, têm sido um flagelo ao longo de tempos imemoráveis. Ver:http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_guerras

 
At 8:23 da manhã, Blogger Rosa Silvestre said...

amiga joana tudo bem?
jinho
Kim obrigada pelo link! abraço!

 

Enviar um comentário

<< Home