segunda-feira, setembro 15, 2008

Solidariedade com Flávia e Odele...

Blogagem Colectiva para Flávia em 9/Set/2008

A história da tragédia de Flávia está detalhadamente relatada no blog Flávia, Vivendo em Coma, que a sua mãe, Odele, criou para dar voz a quem há dez anos está impedida de se expressar por qualquer meio.
A menina, agora mulher, foi vítima de um acidente: um ralo de piscina sugou os seus cabelos e o direito a uma vida normal como qualquer criança.

Quem quiser saber da história em pormenor é só acessar ao blog citado anteriormente e ler. "Quem tiver ouvidos de ouvir, ouça".
Hoje, estamos juntando as vozes individuais de cada blog para tentar, acima de tudo, fortalecer o todo e, quem sabe, falando em coro, sensibilizar os que detêm o poder de dar uma decisão favorável a uma garota que completou 20 anos no dia 16 de Dezembro de 2007, sem ao menos poder retribuir os votos de parabéns que tantos lhe mandaram.
Um acidente não escolhe a vítima.
Qualquer um de nós poderia estar tanto no lugar de Flávia como no de Odele e sua família.

Flávia aos 9 anos - um ano antes do acidente com o ralo de piscina
que a deixou em coma irreversível.

"Há quase dez anos, dei entrada na Justiça Paulista no processo de indemnização por perdas e danos morais pelo acidente causado à Flávia. quase dez anos, luto na justiça pela condenação dos culpados. Até hoje os réus seguem impunes, e Flávia, já com 20 anos, segue vivendo sem a protecção que deveria - de imediato - lhe ter sido dada pela justiça que de tão lenta se torna uma justiça injusta.

Durante esses todos esses anos de batalha judicial, o processo de Flávia teve dois julgamentos. Em ambos nos foram concedidas indemnizações de valores irrizórios, ínfimos, podendo mesmo serem considerados aviltantes, tendo em vista as gravíssimas sequelas que este acidente - causado por negligência de terceiros - deixou em Flávia. Em novo e último recurso solicito à justiça, - agora em Brasília - indemnização de valor adequado à gravidade deste acidente, para que Flávia possa ser cuidada - pelo resto de sua vida - com os recursos de que necessita para ter uma sobrevida digna. Há mais de um ano, o processo de Flávia teve autorização da justiça paulista para ser julgado em Brasília, em última instância. Há mais de três meses, essa decisão saiu publicada no Diário Oficial de São Paulo. Somente dia 14 de Julho de 2008, o processo de Flávia saiu do Tribunal de Justiça de São Paulo rumo ao Superior Tribunal de Justiça em Brasília.
E lá, não sabemos por quantos anos ainda permanecerá".

Depoimento da Mãe de Flávia.



Este Blog está solidário com Flávia e a sua mãe Odele.
Pelo menos, neste dia, vamos todos acreditar que a força dos nossos pensamentos pode, sim, mudar uma situação de (in)justiça brasileira.

R.S.

17 Comments:

At 10:04 da tarde, Anonymous Margarida Pereira said...

Que a justiça seja feita, pois a esperança é a última a morrer!
Bjinhos para ti, Margarida.

 
At 10:13 da tarde, Blogger Um Poema said...

....

Olá Rosa,

Difícil é ficar indiferente ao caso de Flávia.

A tua exposição está escelente.

Um abraço

 
At 10:34 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Olá Rosa, obrigada pelo carinho para com Flavinha. Nós brasileiros, agradecemos!!!
Abraços,
Eliana Aparecida -Mogi Guaçu-SP/Brasil.

 
At 10:54 da tarde, Anonymous Mendi said...

Olá passando para ler sua adesão.
Assim conseguimos ler o que cada um postou. São diversos pensamentos em um único objetivo.
A união faz a força. Justiça! A morosidade precisa terminar. Precisamos dessa blogagem coletiva estou aqui com você vestindo a camisa.
Beijos na sua alma.

 
At 11:04 da tarde, Anonymous dário vicente said...

Olá Rosa, esta postagem colectiva é uma corrente de mensagens bonitas e de sede de justiça.
Oxalá ela frutifique!
Abraço.

 
At 2:49 da tarde, Anonymous Sónia Pessoa said...

Já linkei a Flávia, para que possa ser divulgado. Beijinhos

 
At 9:52 da tarde, Anonymous J.J. said...

Isto é que eu chamo um post solidário.
Parabéns!

 
At 10:41 da tarde, Blogger Luis F said...

Amiga

Um exemplo este seu texto que carece de todos nós a reflexão e os votos de justiça.

Obrigado pelas tuas palavras no meu Mar.

beijinhos
Luis

 
At 4:52 da manhã, Anonymous joana santos said...

Situações como as de Flávia vão acontecendo todos os dias pelo mundo fora. É importante alertar os pais para terem cuidado ao deixarem as crianças em determinados lugares de lazer(piscinas, lagos, etc)que muitas vezes não oferecem condições minímas de segurança!

 
At 10:38 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Pois é Margarida, de facto a esperança é a última a morrer!
Beijinhos para ti, RS.

 
At 10:39 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Vítor, dizes-te tudo.
Difícil é ficar indiferente ao caso de Flávia.
Um abraço tb. para ti, RS.

 
At 10:41 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Eliana, a sede de justiça, a solidariedade, a verdade, a amizade, o amor são sentimentos que não deveriam ter nacionalidade, são sentimentos mundiais!
Abraços, RS.

 
At 10:42 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Mendi, obrigada pelas simpáticas palavras.Volte sempre!
Beijos na sua alma também.

 
At 10:43 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Olá Dário, obrigado pela força.
Abraço, RS.

 
At 10:43 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Sónia, obrigado pela linkagem da Flávia.
Um beijinho para ti.

 
At 10:44 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Olá J.J. Obrigada pela visita e pela palavra de força!
Volta sempre!

 
At 10:45 da tarde, Blogger Rosa Silvestre said...

Ola Luís, gosto muito de visitar o teu mar!
Beijinhos, RS.

 

Enviar um comentário

<< Home